20 agosto 2006

Isto está lindo!

Noticia a SIC que «dois homens foram obrigados a abandonar um avião que se preparava para partir de Málaga, em Espanha, rumo a Manchester» devido a «suspeitas levantadas pelos restantes passageiros». E em que se baseavam tais suspeitas? Pois bem: os homens em causa «tinham um ar asiático e falavam árabe». Nem mais. A partir de agora, ficamos a saber que basta sair um pouco da normalidade ocidental para se ser um potencial terrorista. Ou seja: a estratégia do medo que Bush & Blair querem impôr ao mundo está mesmo a surtir efeito. E, o que é pior, a contaminar as meninges dos cidadãos do «mundo livre». A continuarmos assim, um dia destes bastará uma respiração ofegante, um pouco de transpiração a mais ou um piscar de olhos mais nervoso para qualquer de nós poder ser detido por supeita de terrorismo. Ah!, a notícia acrescenta que «os dois homens apanharam posteriormente um outro avião para Manchester e não foram detidos pela polícia britânica.» Perigosos terroristas, 'tá-se mesmo a ver.

2 comentários:

marta disse...

E eu que estava a pensar comprar um turbante e aprender a falar árabe... É melhor não, senão acabo nas capas dos jornais devido ao meu ar suspeito.

Idiotas!!!

Biranta disse...

Há duas hipóteses (tão prováveis como o que se diz neste post) que não são abordadas:
1. Que a notícia seja completamente falsa, fabricada... ou quase
2. Que existisse, entre os "pacatos passageiros anónimos", algum provocador incumbido da "missão": provocar o incidente exigindo a saída dos dois passageiros e transformar isso em notícia para intensificar o alarmismo. Se não devido à ameaça terrorista, ao menos devido à paranóia das gentes comuns...
Think about it!
Se duvidam de mim, tentem chegar a um aeroporto e levantar suspeitas parecidas que é para ver se alguém vos liga...
Infelizmente, nos dias que correm, a primeira hipótese que devemos colocar é de que as notícias são falsas ou fabricadas.