14 maio 2010

É a Bruna, minino

A jovem da foto chama-se Bruna é uma professora de música duma escola primária de Mirandela que vai ser afastada por decisão da Câmara local depois de ter posado para a edição de Maio da Playboy. Porque, dizem, “aparecer numa revista sem roupa não é compatível com a função de educadora”. Em Mirandela, a revista esgotou logo no primeiro dia em que surgiu à venda. E consta que a sempre saudável prática da sarapitola aumentou exponencialmente nos últimos dias entre a população masculina de todas as idades, nesta cidade do Tua. Ou seja: Bruna vai à vida, apenas porque a música dela é outra, não compaginável com a triste realidade transmontana. Mas a verdade é que as existências dos jovens mirandelenses ficaram mais iluminadas pela atitude desta professora desassombrada. Por isso O Terrorista não tem dúvidas: Bruna, estamos contigo. Dá-les música, que eles merecem.

1 comentário:

Maldonado disse...

Este caso é um exemplo vivo da típica mentalidade hipócrita do nosso povo: façam o que quiserem, desde que ninguém saiba...