12 setembro 2006

Promessas e outras mentiras

Na passagem do quinto aniversário das ex-torres gémeas, George Bush voltou a prometer a captura de Bin Laden. Fez o mesmo em 2001, em 2002, 2003, 2004 e 2005. Osama mandou dizer que, um dia destes, volta a aprecer, para um chazinho...
Entretanto, uma comissão do Senado norte-americano concluiu aquilo que o resto do mundo já sabia há anos: que, afinal, Saddam Hussein, não tinha ligações com a AlQaeda. Segundo o JN, o documento repete e confirma aquilo que os senadores democratas afirmaram há três anos e toda a gente de bem não se cansa de dizer desde o início: que Saddam desconfiava da Al Qaeda e que nunca a apoiou, mesmo financeiramente, por desconfiar de que ela era uma ameaça ao seu regime. Depois do pretexto das armas de destruição maciça, é a vez de cair por terra o segundo grande argumento para a guerra lançada em Março de 2003 contra os iraquianos. A pouco e pouco, a verdade, como o azeite, vem vindo ao de cima. Tarde demais, porém, para os milhares de vítimas da agressão imperial. E agora? Os EUA pedem desculpa a Saddam e devolvem o país aos seus donos? Tipo: «Desculpe lá, senhor Hussein, mas confundimo-lo com outra pessoa...»

1 comentário:

marta disse...

"afinal, Saddam Hussein, não tinha ligações com a AlQaeda."

Clap! Clap! Clap! Ninguém diria...

(Já agora... boas aquisições aqui para este sítio. Está a ficar cada vez melhor.)